-->

03 maio 2015

Palpitando: Oregairu ep 5



Boa noite a todos, aqui é Kico novamente palpitando sobre mais um episódio de oregairu.

Considerando que este post é apenas uma mini continuação do post da semana anterior, aviso novamente que o texto em questão será bem curto. Todos devem lembrar de minhas altas expectativas para o final deste arco e devo afirmar que de uma maneira geral foram todas muito bem alcançadas. Mas antes façamos uma rápida recapitulação:



Nos episódios anteriores ocorreram os seguintes fatos:

- Hikigaya brigou com sua irmãzinha;

- Yukinoshita demonstrou alta discordância com a forma como Hikigaya resolve os problemas;

- Inoha Ishika foi apresentada ao elenco, pedindo ajuda para NÃO ser eleita para presidência do conselho estudantil;

- Orimoto, uma menina que Hiki gostava apareceu;

- Yukinoshita e Yuigahama decidiram se candidatar a presidência do conselho estudantil com o intuito de resolver a situação de Iroha;

- Hikigaya temia que a vitória de uma ou outra causaria o fim do clube;


Devo dizer que o final foi completamente satisfatório, teve seu desenvolvimento ligeiramente corrido mas sem parecer forçado e teve uma conclusão duplamente inesperada. Comecemos com a cena inicial da conversa entre Hikigaya e sua irmã Komachi, lembram-se do que ele disse sobre a relação entre irmãos no episódio 5 da primeira temporada? Irmãos não são necessariamente as pessoas que escolheríamos como amigos, mas pelo simples fato da convivência contínua e de ambos possuírem a mesma família (em geral), o que resulta em uma compreensão mútua, eles são o que podemos chamar de "os estranhos mais próximos". Isto foi totalmente reforçado nesta cena, visto que apesar de Komachi e Hikigaya (Hachiman) possuírem uma astúcia similar para resolver as coisas, ambos são pessoas diferentes em personalidade, interesses e ideologias, mesmo assim conseguem se entender justamente por serem irmãos e se conhecerem desde sempre. No fim, a única pessoa que poderia compreender, apoiar e motivar Hiki a impedir o fim do clube seria Komachi. Então... seria certo dizer que a resolução do caso e a salvação do clube dos voluntários foi graças a ela???? Bem... sim!!



O plano de Hiki para resolver a situação foi engenhoso, como de costume, envolvendo sua habilidade de persuasão, construção de expectativas e de blefar. Desta vez os métodos continuaram "obscuros", mas acabaram por auxiliar tanto Iroha quanto o clube. Por falar em Iroha, ela teve alguma ênfase neste episódio, sendo "usada" pelo protagonista como uma peça chave para a salvação do clube. Acredito ser difícil simpatizar com ela pois ela lembra muito de Sagami da primeira temporada, a famosa "falsa boa garota", ainda que considero suas cenas com Hikigaya hilárias. Em outras palavras, não gosto dela, mas ela foi importante para o desenrolar do caso, portanto, ponto positivo para ela.



Após a "resolução" de tudo ainda houveram duas cenas, que foram minhas favoritas do episódio: a primeira é com Yuigahama fazendo um discurso que poderia ser considerado óbvio, mas que de certa forma dá aquela sensação de alívio, visto que ela não necessariamente concorda com a personalidade de Hiki, mas pelo menos entende e aceita. Hipoteticamente falando que os dois fossem o casal principal deste anime, eu consideraria coerente, afinal de contas, por mais que os dois não combinem em diversos sentidos, esta aceitação, que eu ouso chamar de "respeito", é o que faz uma relação ser "Real", por isso Yui x Hiki ainda possuem meu apoio. NO ENTANTO, a melhor cena, no quesito de relevância e de efeito surpresa, foi a final. Volto a ressaltar que não sou nenhum Sherlock Holmes então não fazia a menor ideia de quais eram as intenções de Yukinoshita com sua candidatura, a princípio parecia que ela só queria cumprir o serviço, quando na realidade seu objetivo (e possivelmente os resultados) seria exatamente os mesmos que Hikigaya atingiu. Se por um lado o plano dele foi engenhoso e precisou de muito esforço por trás das cortinas, por outro Yukinoshita havia conseguido ter uma ideia direta e até mesmo prática que "sacrificaria" o clube mas manteria sua essência. Hora de refletir: Considerando tudo isso dito e tudo que eu assumo que os leitores assistiram. O que o trio principal pretendia salvar era o clube, certo? Mas eles queriam salvar sua estrutura física (local, nome e atividades) ou seu significado (a amizade informal do trio)? Se pararmos para pensar, desta vez Hiki não precisava ter agido, mas seu plano ao menos serviu para que tanto Yukinoshita quanto Yuigahama percebessem que ele valoriza o tempo que passam juntos.



Conclusão: O arco em questão teve um clima denso e pesado que diferiram bastante do anime até então, mas demonstrou de maneira firme e convincente uma crise na amizade dos três que os abalou. Todos os protagonistas estavam cientes das discordâncias, entraram em conflito e caminhos opostos, mas no fim estavam tentando alcançar o mesmo objetivo que era salvar e manter sua amizade. De todas as formas que fosse acabar, ou seja, com qualquer um deles realizando seus planos até o fim, o objetivo seria alcançado. Podemos considerar isto algo que desmereça o esforço de Hikigaya, ou podemos dizer que isto valorize o esforço dos três por não desistir deste laço verdadeiro que formaram entre si e que não querem perder de forma alguma.
Nota: 10/10

(Obs: não sou nenhum especialista em parte técnica, então só considerei a narrativa da história, grato a todos por lerem)

Uma ótima semana a todos.

Um comentário: