-->

06 janeiro 2014

Reflexões para 2014



Não sei ao certo se há alguém na espera da segunda parte de minha "recapitulação de 2013", vim aqui dizer que pretendo fazê-la, mas por falha humana de minha parte, ainda não consegui terminar o serviço. Meu colega Jeguy-Hope até sugeriu me dar uma força, mas recusei por não querer envolvê-lo em minhas responsabilidades.



Pode parecer que estou enchendo linguiça, mas venho pensando em expressar o que estou para dizer agora. Ultimamente tenho tido altas conversas com meu amigo e antigo "mentor" de animes, Leandro Nisishima. Não chego nem perto em conhecimento e habilidade de escrita dele, mas as vezes possuímos ideias e opiniões semelhantes. Um ponto de nossas conversas tem sido a razão de assistirmos tantos animes de uma só vez durante as temporadas. Houve uma época em que eu já assisti a maioria deles e conseguia me sintonizar com a história e personagens de cada um, mas nos últimos dois anos as coisas mudaram. Por vezes me peguei assistindo diversos animes na temporada em busca de aumentar meu repertório (e até mesmo o número no meu MyAnimeList) e passando duas semanas do término do anime, eu já tinha esquecido o nome dos PROTAGONISTAS deste.

Vou admitir que escrever a recapitulação de 2013 foi extremamente trabalhoso, pois resolvi reassistir todas aquelas séries antes de comentar a respeito, então, pela primeira vez no blog eu gastei uma semana inteira, literalmente, escrevendo o post. Não vou dizer que foi ruim, me diverti muito revendo cada um dos animes, mas fiquei desapontado comigo mesmo, veio à cabeça o seguinte pensamento: "Como pude esquecer de tal personagem? Como pude esquecer de um acontecimento tão importante no anime?".





Aonde quero chegar com isso? Está faltando foco e apreciação real de minha parte para assistir certos animes. Leandro me disse certa vez que a internet nos faz desvalorizar certas coisas, visto que ela sempre nos entrega as informações quase imediatamente. Tenho sentido isso em 2013 que foi quando comecei a comprar e colecionar mangás. Sei que é um assunto polêmico, muitos consideram desperdício gastar dinheiro com um produto cuja qualidade é duvidosa devido a problemas de tradução, qualidade do papel, etc. No entanto, do mesmo jeito que gosto de ler mangá enquanto ando de onibus e/ou metro, acredito que eu passei a valoriza-los mais. Não digo só por ter gasto meu dinheiro nisso, mas também o esforço que tive para encontrar certo Volume e até mesmo a sensação de ler em mãos é diferente, algo que realmente só fazendo para sentir e entender.

Lembro em minha infância de quando assistia Digimon na TV e tinha toda aquela disciplina para reservar um horário do dia para isso. Hoje, a praticidade da internet já me poupa deste esforço. Mas ao mesmo tempo que é algo bom, também causa alguns estragos. Atualmente eu passei a não dar o devido valor as coisas que consigo pela internet, não digo somente animes e mangás, filmes também contam. Aquele velho tempo em que eu ia nas video locadoras, olhava para cada capa de VHS ou DVD, e seletivamente escolhia um para levar para casa e reassistir freneticamente pelos 2 dias de prazo da loja. Estes tempos já não existem mais agora com a internet. Admito que gosto muito da praticidade que ganho dela e ela é algo que não conseguirei abrir mão, mas tentarei ao menos reaprender a contemplar o que vejo e leio. Voltar a assistir e reassistir cada episódio buscando entender cada cena é algo que gostaria de recuperar este ano (2014).

Como meu colega Jeguy Hope escreveu alguns exemplos de metas para 2014, eu coloquei a minha acima. Pretendo voltar a assistir animes e ler mangás os apreciando corretamente, sem permitir que caiam no esquecimento. Há um pequeno problema que seria a falta de tempo, é complicado colocar em ordem a vida pessoal e profissional de forma que sobre tempo para entretenimento.

Outra meta que tenho é começar a falar de mangás publicados nacionalmente, afinal muitos títulos bons tem sido lançados, como Bakuman, Kobato, Code Geass, Karin, etc. Como visto, são mangás muito bons que por mero preconceito eu nem fazia ideia que estavam a venda até pouco tempo atrás. Espero poder cumprir ambas as metas e conseguir também melhorar meus textos. O único retorno que posso esperar para mim mesmo neste blog é crescer como pessoa.

A todos, um ótimo 2014.

Um comentário:

  1. 5:-D Kico 7!


    Melodia para fazer companhia na leitura do comentário: https://www.youtube.com/watch?v=Kia5b10eEJ0&hd=1

    Que guriazinha concentrada(e avatar do humor de quem inicia..)!Sendo que até reolhei,caso não confundisse os cabelos dela com tentáculos de lula{http://animebot.everyboty.net/pix/1220.png}. O-o

    Não é tão encheção de linguiça{ingredientes obrigatórios(carne oriunda de uma ou mais espécies de animais,além do sal) e os ingredientes opcionais(gordura,toucinho,água,proteínas vegetais e/ou animais,açúcares,plasma,aditivos,aromas naturais e condimentos).} repensar nos caminhos.Não que todo mundo tenha a ciência/paciência(?) do aracnídeo de Stan Lee que se questiona e teoriza sobre a validade da maioria das próprias ações,contudo um motivo/'o motivo' não é pra se adiar sua ciência.

    Acompanhar animes a rodo é uma forma lógica de aumentar o repertório e ter propriedade para opinar daquilo que se arriscou a pedir a palavra/TOMAR a palavra,não ficar de lado numa conversa e entender mais rápido o funcionamento dos animes com as overdoses de entretenimento e conhecimento em potencial.
    No entanto,ver por temporadas 1 por semana,e dessa forma com todos outros animes e a vida de teus personagens,não é certeza de vínculo,laços ou fatos marcantes,como pode ver além da diversão.

    En-tão,objetos como os mangás de quem falou são símbolos e quando afeto a eles são juntados,o cuidado vem: "Quem ama cuida[?],Quem ama valoriza[?] etc. ^^

    O trivial é o grátis(Em termos,pois a internet é paga e tempo é um bem também),"Presta atenção no que está vendo(Extrapole a semântica do verbo,se preciso)!",diria uma figura de autoridade,tal como um líder religioso da qual se é adepto ou um responsável pela pessoa a ser doutrinada.
    Tem isso tudo,mas também tem uma saudade/nostalgia da época onde "tudo era mais simples" e uma falta de planejamento e de entusiasmo em começar a assistir animes/ler mangás somente/em maior parte porque "tá todo mundo falando/todo mundo vai falar",coisa que para quem tem blog e quer "manter a credibilidade",remete a uma obrigação(aspas),diferentemente dos planos a concretizar concernentes aos 'Bakuman,Kobato,Code Geass,Karin,etc'

    Como uma pessoa um pouco mais emocional do que muitos gostam de se mostrar e que tem picos de funcionamento conforme essa idiossincrasia,não seria melhor que resgatasse isso em tuas investidas(tal qual nos mangás pretendidos) de predileção ao drama e romance?Ou tentar uma maneira mais 'organizada/principal' de aprendizado do que o empirismo.
    Particularmente e com o tempo,penso que lhe impõe "algumas travas" que interferem no relaxamento das quais teus personagens rememorados já passaram...O conhecimento transcenderia as mídias(não??);e como essa atividade nipônica consome tanto tempo e recursos,é mais legal se aceitar isso de uma forma mais natural,ao menos para dar um sentido mais linear a essa jornada asiática.O que acha??Pensar num método mais eficiente é o próximo passo,e agir continuaria a caminhada "O único retorno que posso esperar para mim mesmo neste blog é crescer como pessoa."...
    "BOM POST!"


    See you at next time!

    ResponderExcluir